“A elegância do comportamento não é exercida para o outro que recebe e sim para o próprio que conced


A proposta deste trabalho é destacar, com auxílio dessas publicações, os conceitos que se associam ao tema aqui debatido: considerando o momento em que o nível de consciência de quem aplica as técnicas do DeRose Method no seu cotidiano se expande, um reflexo direto na melhoria das relações interpessoais do praticante acontece. Este estudo considera que isso ocorre devido a gama, natureza e profundidade dos exercícios, somados aos seus sólidos conceitos, dos quais iremos tratar ao longo da dissertação. Mas, principalmente, vamos observar como tudo isso influencia o corpo físico e redefine as escolhas individuais do praticante em todos os níveis.

Vale ressaltar que a abordagem acerca do corpo feita neste trabalho é observada por uma ótica totalmente desassociada da maneira como a escola ocidental nos ensina sobre a percepção desse estado físico. Na verdade, neste trabalho, consideramos a existência de vários corpos, de diferentes naturezas, substâncias e níveis de sutileza. Portanto, é essa a maneira com que vamos nos referir ao corpo – em toda sua completude.

DeRose explica, em Corpos do Homem e Planos do Universo, “o que normalmente chamamos corpo é apenas o envoltório mais grosseiro, de natureza física, constituído por substâncias materiais. (...) Além desse corpo visível, possuímos outros, invisíveis, de diferentes ‘materiais’ e que têm a mesma forma do corpo”. Assim, observamos que as técnicas aplicadas interagem com nosso corpo muito além do estado mais “grosseiro”, ou seja, do que podemos ver. Entendendo esse impacto profundo e transformador, o Método DeRose inclui em seus alicerces conceitos e, dentre esses conceitos, propostas de reeducação comportamental.

As escolas credenciadas e certificadas, os instrutores e professores ensinam (e sempre aprendem, num processo contínuo) seus alunos a respirar melhor, a concentrar-se e a fazer de seus corpos e mentes estruturas sadias, em perfeito funcionamento. Para isso, se faz necessário ter disciplina, possuir comportamento exemplar, que inspire o alheio. Por isso, praticantes e, depois, alunos e discípulos, são sempre incentivados a alimentar o desejo em si de se aprimorar em todos os estágios de vida.

Transmitir esses conceitos torna-se, então, o desafio a ser enfrentado. As ferramentas utilizadas nesse processo iniciam com o estímulo de práticas culturais e sociais que permitem aos jovens, o público selecionado do Método DeRose e assim o predominante, a cultivar programas que privilegiem a realização de atividades físicas e quaisquer outros meios de distração que sejam saudáveis e seguros.

São essas características peculiares do Método DeRose, como a ênfase para que tenhamos consciência de quem somos e liberdade de ser o que somos; seu constante estímulo aos jovens a se manterem longe das drogas, do fumo e do álcool; e a aplicação de técnicas que conduzem o praticante a um profundo autoconhecimento que o fazem ser par em proposta e retornos. E, é justamente essa busca pela parte mais profunda do nosso ser que possibilita mudanças reais em nossos relacionamentos interpessoais – até mais intensas e fortes do que um corpo tonificado, bonito e flexível, outro ganho direto que o praticante terá nessa jornada.

#altaperformance #boasmaneiras #felicidade #qualidadedevida